DATA DE INICIO DESTE BLOG

27/05/2009

MINHA CASA SOU SÓCIO

MINHA CASA SOU SÓCIO

OS TRÊS MOSQUETEIROS

OS TRÊS MOSQUETEIROS

«Mestre da Táctica»

«Mestre da Táctica»

Seguidores

Perfil

A minha foto
Aguia
...Connosco quem quiser, contra nós quem puder...
Ver o meu perfil completo

Os que falam de desporto

«Dei a volta por cima»


Aos 21 anos, e depois de rodar no Nacional, Saragoça (Espanha) e Rio Ave, o esquerdino regressou à Luz e, na pré-época, convenceu Jorge Jesus a ficar no plantel dos encarnados. O internacional sub-21 diz-se «mais maduro e experiente» e «de cabeça limpa» para ajudar o Benfica depois do tirocínio de três empréstimos.

Regressou de empréstimo e conseguiu afirmar-se no plantel. Como explicar, face ao rendimento actual, que não tenha triunfado no Benfica logo quando chegou ao clube, em
2007?


— Estou mais maduro e mais experiente. Antes, fiz as coisas de outra maneira, a experiência correu-me mal. Acho que vim muito novo para o Benfica. Não foi fácil chegar a esta casa e afirmar-me. Preferi rodar, mas voltei e dei a volta por cima. Em todos os aspectos, do meu futebol à minha própria cabeça! Estou numa boa fase para impor-me no Benfica.

— Mas, ao contrário do que sucedeu quer no Nacional, quer no Rio Ave, em Saragoça não lhe correu nada bem a experiência. O que se passou?

— Só eu sei o que lá passei. Jurei a mim próprio nunca mais cair no mesmo erro e fazer asneiras. Mas sempre disse que, qualquer que fosse o clube para onde fosse, iria lutar sempre pelo meu lugar. Esta é a minha vida e não quero desperdiçá-la!

— Aposto que o pedido que os benfiquistas mais lhe fazem é que volte a marcar golos bonitos no Dragão, como fez pelo Nacional e Rio Ave...

— [risos] Sim, e oxalá o consiga! Deus queira! Era bom sinal. O meu objectivo é o de sempre: ajudar a equipa. Quando o treinador entender que devo jogar, a meta será essa: ajudar a equipa a marcar golos, ou a dá-los aos companheiros... e a ganharmos os jogos!

— Neste seu regresso ao Benfica, tem em Di María um concorrente de respeito para a asa esquerda. Será difícil desalojá-lo da titularidade?

— O Di María é um excelente jogador, tem enormes qualidades e está num grande momento de forma. Apesar de, claro, também pretender afirmar-me na equipa, não ligo a isso: o que mais quero é que o Benfica chegue ao fim-de-semana, jogue bem e ganhe o jogo! Com o Fábio, com o Di María ou com quem quer que seja em campo. O Benfica só pode ser campeão a pensarmos assim, todos da mesma maneira! E posso garantir que, este ano, todos pensamos da mesma forma, para alcançarmos o objectivo do título! Quanto à titularidade, vou trabalhar sempre ao máximo, pois sei que, mais cedo ou mais tarde, o meu dia há-de chegar. Se não for esta época, é para a próxima: desde que sejamos campeões...
Jornal a bola

0 comentários:



Renascença - Benfica